sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Da página em branco...

Muito já se falou sobre a nossa impotência diante de uma página em branco, onde na verdade as palavras só se presentificam, pois nós não as escolhemos... elas se mostram através de nós...
Mas o que eu sinto hoje é que as palavras têm se omitido por não querer serem usadas em vão...
Como contar uma história que já não há, um futuro que não se desenhou ou um passado que se esfumaçou?
Como é duro ouvir que não há nada a ser contado ou dito de nós.
Como é duro, acima de tudo, ouvir que o nós nunca houve, sempre fui eu...eu e meu sonho!

6 comentários:

brisonmattos disse...

você faz questão de sofrer só, achando que esta história foi só sua.Eu sinto muito...sinceramente.
Eu não nasci para ficar "esperando" ninguém.

Vivian disse...

...o que me encanta em você
é este teimoso coração
que apesar dos tombos,
teima em ficar de pé,
e isso é muito bom!

bj

Anna Amorim disse...

Bela escrita.

Uma passagem poética de ano e que 2013 construa pontes até chegar ao que deseja.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido amigo

Que neste ano de 2013 que agora se inicia possamos com uma palavra de apoio e fraternidade fazer que o mundo seja melhor e que a esperança de realizar todos os sonhos seja presente sempre nos nossos corações...que a paz o amor e a felicidade seja o alvorecer de um novo tempo de amor e fraternidade.

FELIZ ANO NOVO
Um beijinho com carinho
Sonhadora

Sexo c/ Amor? disse...

O que importa é que houve o teu sonho, sempre. Os sonhos dos outros não podemos controlar, pior pra eles que permanecem duros e menos felizes. Sonhar é imprescindível! Traz força e esperança.
beijo

Liza Leal disse...

Apesar dos "nós" que não andaram de mãos dadas, ele existiu de certa forma, aí dentro de vc.
Então, no mínimo a gente respeita esse sentimento... Que o tempo há de moldar do melhor jeito.

linda música do rei!
=)