quarta-feira, 22 de maio de 2013

Estranhos

Beatriz
A sensação que tinha, te olhando de longe, é de que nunca havíamos nos visto antes.
Admirava aquela figura desenvolta e brilhante trançando pelo salão na sua noite de glória.
Por instantes fugazes, nos olhamos e até vi o esboço de um sorriso carinhoso.
Ao beijar sua face, por mais de uma vez, senti  leve torpor tomar meu corpo como se fosse  a última vez.
E ao sentir isto, fui  tomado por uma saudade prematura.
Não posso negar hora nenhuma o quanto você foi importante em minha vida, mesmo que só eu tenha vivido isto como se fosse um samba em preludio cantado por uma só pessoa.




3 comentários:

Audrey Andrade disse...

Lindo, lindo!!!

brisonmattos disse...

nunca foi cantado só por uma pessoa.Linda canção! Parabéns pela escolha.

Tania regina Contreiras disse...

Saudade prematura, Lembrei do Artur da Távola: em cada encontro já há uma despedida.

Beijos,