segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

A moça das Araucárias.

Se eu soubesse que chegaria assim, tão sorrateiramente, eu teria me prevenido, pois este coração sem juízo não poderia,  neste momento,  estar sujeito a estas fibrilações. Mas agora que já chegou eu lhe digo:-
Entre, fique à vontade. A casa é sua.
Só tenho uma reclamação a fazer... Onde você esteve este tempo todo?

3 comentários:

Esculpindo Ilusões disse...



Feliz Natal!

O tempo das maçãs disse...

Saudades de você também...
Bom início de ano, meu querido.

Beijinhos.

Lígia Guerra disse...

Saudades!!!