sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Moça rara.

Ela é rara moço.
Rara do tipo que não se encontra perdida por aí.
Rara, quando escolhe Jobim  durante a noite para ouvir.
Tão rara, que com um único sorriso também te faz sorrir.
Ela é rara, moço.
Do tipo que fica, mesmo depois de partir.

Nenhum comentário: