quarta-feira, 18 de julho de 2012

Dos des_encantos...

Por mais que eu me esforce, não consigo entender muito as pessoas... Jogo fora os textos em que me arvorava ser um entendedor de gente... Na verdade, creio que busco uma coerência nas pessoas, que sequer encontro em mim... Insisto em querer que sejam o que eu gostaria que elas fossem, que me entendessem como creio que sou, pois sabê-lo de fato   é uma tarefa inalcançável. E não tenho a grandeza de aceitar aquilo que me imputam que eu não consiga ver em mim...Sou sim um ser em construção (já me disse uma poeta) e me refaço tantas vezes quantas necessárias...Mas não creio que eu chegue a trocar os tijolos e os alicerces.. O máximo que faço é abrir paredes e caiar  alguns muros...na esperança de arejar e clarear meu ambiente interno,  mas sempre na tentativa de poder abrigar o outro na sua plenitude e com as janelas abertas, para que possa sempre entrar o sol do novo!

4 comentários:

Lua Nova disse...

"Na verdade, creio que busco uma coerência nas pessoas, que sequer encontro em mim..." Sensacional... Me "li" no teu texto e/mas apesar do que vc diz, te acho muito coerente e consciente. Refazer-se é fundamental e a construção de um "ser humano" de fato humano leva a vida toda.
Adorei o texto.
Beijokas.

Audrey Andrade disse...

Não sei se é uma tarefa possível entender o ser humano, tampouco encontrar coerência, mas é sempre muito bom se refazer e estar sempre pronto, com as janelas abertas para o outro entrar e se sentir a vontade!

Lindo texto! Sensível!
Um afago!
http://pequenocaminho.blogspot.com

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido amigo

Quem não procura sempre algo mais, de certeza que não tem sensibilidade para voar.
Somos a eterna procura do inatingível.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Rebecca (Flor) disse...

Meu amigo vc traduziu em palavras o que ando sentindo e vivenciando em mim!

Lindo texto!
bjus