sábado, 14 de janeiro de 2012

Quem sabe eu possa congelar nossa alegria, um dia, num porta-retrato.

Desculpe não mencionar a fonte, mas achei que o recado era tão meu e eu não queria dividi-lo com os 1486 amigos... Talvez eu tenha sido lento ao não perceber que apesar de doce, quase meigo, este pedaço do seu texto, fosse a despedida que você não ousou pronunciar... Mas da minha parte, um porta-retrato seria insuficiente para guardar toda a alegria vivida ao seu lado nestes dois dias mágicos, que na verdade foram sim os créditos finais do filme de amor mencionado no meu texto anterior. O duro é quando,  ao  acender as luzes,  as cenas continuam nas minhas retinas projetando-se em todos os espaços por onde você passou. Até este computador, ficou impregnado. O  meu trajeto diário, fotografado à exaustão por você, nunca mais será o mesmo. A trilha sonora do meu cotidiano, hoje é influenciada pelas canções que ouvimos juntos, e ficam ecoando na minha cabeça, mesmo ao desligar o som. E aliás, é com uma delas que  eu me despeço prá sempre... hoje.

10 comentários:

Yasmine Lemos disse...

Oi! quanto tempo!
A dor é sua, saudade sua seja todo egoísmo neste instante,depois sorria porque a alegria lhe espera e tudo que foi bom já está "impregnado" .Não adianta.
beijão
e tudo de bom pra vc!

Mônica disse...

Estranhamente nesse mundo virtual, encontrei um Amigo com quem realmente me importo.
E as coisas que escrevo prá você são realmente o que sinto.
Agora, se pudesse, daria um gostoso abraço em você e oferecia meu colo, prá acalentar seus sentimentos.
E certamente choraríamos lágrimas sentidas juntos...

Amor no singular disse...

Oi, meu querido!
Saudades de vc. FELIZ 2012 cheio de novas alegrias, amores, saúde e posts... rs.
Aproveito para te deixar como presente uma baladinha alternativa (pq sei q és uma alma sensível e que sabe apreciar músicas) que traz uma linda mensagem de ano novo.
Copacabana Club - Just Do It
http://www.youtube.com/watch?v=8xPx2zoOw5w
Bjão,
Taís Krugmann
amornosingular.blogspot.com

Alê disse...

Linda postagem,

Saudades tantas,


Tantas que porta-retrato não guarda não, apenas não deixa esquecer,


Um beijo

Claudinha disse...

Sou muito inconstante, amigo. Tem horas que a gente parece que vai enlouquecer, né?! Escrevo pra tentar aliviar, desabafar, descarregar tudo que levo no coração... Sei que meu último post realmente se contradiz com o resto que escrevi, mas precisava, sabe?! Vou sair agora, tomar um ar, um sol! Vou pensar na vida e tentar reordenar os pensamentos, obrigado pelas palavras!

Beijos no coração!

Parole disse...

Ah, querido, a dor da saudades é tão imensa que não cabe em lugar algum fora do peito dolorido, mas sei que um dia passa...

Beijinhos e fique bem.

Gislãne Gonçalves disse...

Ah! A saudade chega e passa!

:)
beijos

Fernando Gonçalves disse...

Olá, parabéns pelo seu blog.
Te convido a conhecer o meu,
http://carmasepalavras.blogspot.com/

;)

Lígia Guerra disse...

Que doído, mas que lindo!
Você transborda amor de um jeito só seu!

;-)

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Doridas as suas palavras...a saudade doi muito e deixa um vazio imenso.
Deixo um beijinho carinhoso
Sonhadora