quinta-feira, 8 de setembro de 2011

“nossos sonhos dizem quem somos. viva cada dia como se fosse o último. cada dia é o último.”

Às vezes, como tenho dormido mal, me perco  com os dias, me confundo com os sonhos... Não sei dizer quando acabou o ontem e quando começou o hoje...A única coisa que tenho certeza, é de que  NÃO É AMANHÃ...mas é justamente por isto que leio esta frase destes meus guris, não como fatalistas, mas simplesmente por retratar esta mesma confusão em que tenho vivido... nossos sonhos, são sempre representações de nós mesmos,  que podemos vivê-los ou não.. ao vive-los, deixam de ser sonhos...

Será que eu também espero demais, para ver numa só cena, todos os sonhos não vividos?

12 comentários:

Poupée Amélie™ disse...

Edson,

Obrigada pelo carinho registrado lá no meu cantinho.

Confundir sonho com realidade, misturar tudo e viver feliz - basta-nos! O que levamos dessa vida? O que vivemos, o que sonhamos!

PS: Obrigada pela dica (ZAZ). Eu a conheço e inclusive tenho músicas dela no meu blog. Gosto muito!

Voltarei aqui tbm. Gostei!

Beijos

Vivian disse...

...que desastre é a vida
sem objetivos e sonhos, não?

sonhemos então!!

mesmo que não alcancemos
todos eles,
vale pela ilusão da espera.

bj, menino querido!

Gislãne Gonçalves disse...

E alguns sonhos nasceram apenas para isto: serem sonhos sempre.

:)

Beijos

Luna Sanchez disse...

Talvez seja a diferença entre sonho e utopia, né, Placco? Já pensou nisso?

Um beijinho.

Pati Eça disse...

"são sempre representações de nós mesmos, que podemos vivê-los ou não.. ao vive-los, deixam de ser sonhos..."

Lindo!

Lígia Guerra disse...

Adoro essa película, sempre fico embriagada de amor ao assisti-la. Você é de uma sensibilidade ímpar!!

Beijos Av3ssos :-**

Mah disse...

Não... eu tb tenho essa mesma sensação de espera... acho que isso é a tal urgência de viver!

De onde és?

Um abraço!

Amor e outros delírios disse...

Talvez a vida seja apenas um sonho... e se for? Assisti um filme ja faz tempo chamado "Vidas paralelas". A protagonista dormia e acordava em um outra vida, com outros personagens, estilo de vida, situações...e quando dormia, voltava pra vida dela de volta. Ad infinitum... interessante, né? rs. Não custa sonhar...
Beijos, querido!
Marie
amoreoutrosdelirios.blogspot.com

Amor e outros delírios disse...

Campo Grande, MS. A Katy mora no RS ainda. Beijos!

Amor e outros delírios disse...

Já pensou, xuxu! Mas ah... a gente ia fazer muita festa juntos... ou seja, vários posts! rsss
Eu AMO morar aqui!
Beijos,
Marie

Tucha disse...

Mais que viver num clima onirico , recuperar o encantamento para das sentido a vida e construir outros sonhos,

CaFoFo online@ disse...

Ei, sweet,
a gente tem que se refazer a cada "sono" pra poder viver cada sonho, e se nao sao vividos, pelo menos sao sonhados. Já nos motivamos com esse fato.

Bom sábado!