sábado, 6 de agosto de 2011

Neste coração... há vaga!!!


Talvez a gente esteja no mundo para procurar o amor, encontrá-lo e perdê-lo, muitas e muitas vezes. Nascemos de novo a cada amor e, a cada amor que termina, abre-se uma ferida. Estou cheio de orgulhosas cicatrizes.'


(Alguém já me disse... minta um pouco Edson, não seja tão facinho!!!)


6 comentários:

Amor e outros delírios disse...

Dá tanto medo as vezes... não sou medrosa, mas o amor (se é que era amor) pode machucar de uma forma tão absurda. Queria acreditar que o amor sempre é bom, é feliz, só faz bem. Cicatrizes com certeza ficam, mas a ferida dói tanto. Hj assisti um clipe que fala exatamente disso: Amy Winehouse - Love Is A Losing Game

http://www.youtube.com/watch?v=dke5W6gICw8

Beijos,
Marie (sem vagas, por enquanto, fechada pra balanço)

Paula Moraes disse...

Ah que lindo, querido Placco, como é triste encontrar o amor e depois perdê-lo, mas ainda assim é melhor que NUNCA conhecê-lo.
Bom domingo querido.
Bjs

C. disse...

Hehehe jamais você poderia "mentir um pouquinho", porque está em seu jeito intrínseco essa coisa escrachada do amor.
Acredito que mesmo com essa placa de nao estacione, o coracao nao vai desistir de ser ele mesmo nunca.

Vivian disse...

...pobres os corações
que se fecham para
o amor!

pior ainda quando é o
amor que se fecha
para nós.


bj, moço!

SELIA disse...

Olá, boa noite!
Gostei deste teu texto falou muito comigo estou vivenciando um momento deste, encontrei mas perdi, ou talvez pensei que estivesse encontrado, ele simplesmente foi.. eu fiquei com a saudade. Bjs
Selia

Walkyria Rennó Suleiman disse...

ahahahhahahahaha, seja mais facinho!