segunda-feira, 4 de julho de 2011

De novo menti....

Junto a mim morava a minha amada 
Com olhos claros como o dia 
Lá o meu olhar vivia 
De sonho e fantasia 
E a dona dos olhos nem via 
Do lado de lá tanta ventura 
E eu a esperar pela ternura 
Que a enganar nunca me vinha 
Eu andava pobre, tão pobre de carinho 
Que, de tolo, até pensei que fosses minha 

Um comentário:

Alê disse...

Chico é doce, em dueto? Perfeito!!!


Lindo!


Bjos