segunda-feira, 11 de julho de 2011

mas abandono o esconderijo silencioso e deixo a alma desnudar-se aos sons.

2 comentários:

Alê disse...

E se desnudar exige tanta, mas tanta coragem,

Uma ótima semana

Vivian disse...

...existem melodias que tem
o poder de nos arrebatar
os sentidos quando nos
deixamos levar pelos
acordes sintonizados
com a alma.

Edvard Grieg "In Solveig's Song"

soa macio em meus ouvidos...

adoro!


belissima escolha, moço!

amei estar aqui nesta
madrugada fria!

bj