sexta-feira, 15 de julho de 2011

A MULHER COM MAIS DE 40 ANOS

Fui agraciado com um texto, mandado por uma amiga, que tecia odes à mulher com mais de 40 anos, com um monte de alegações com as quais eu concordo, algumas delas até em detrimento das mulheres de 20 (não sei porque existe esta falácia de que todo homem de 40, troca a de 40 por duas de 20), mas gostaria de ponderar que tais virtudes apontadas no texto são válidas, como sua tranquilidade diante da vida, e um certo domínio em relação ao seu homem (domínio no sentido de conhecimento e não de subjugamento), mas esta mulher em geral,   não é abandonada... ela é aquela senhora que você encontra na missa ao lado do maridão, e que vai às festinhas de família  e comenta à boca pequena, como o seu homem é legal (aliás, devo ressaltar aqui que senhora pra uma mulher de 40, é foda... ninguém merece!!). O que eu questiono, são as mulheres com mais de 40, que ou não tiveram alguém ou se tiveram, saíram da relação com um certo amargor, com uma certa descrença nos homens (ao mesmo tempo que ainda os quer) mas que sofrem das mesmas inseguranças que supostamente uma mulher dos 20 teria., SÓ QUE COM UMA GRANDE DIFERENÇA..sem a alegria de viver que estas têm, que é o que eu acho que os homens buscam. E não são nem os homens que buscam, são os jovens que existem dentro de nós (como visto no outro texto BABUSKA).
Na verdade, não é a idade que irá fazer qualquer diferença... O que fará é o sino soar, o coração palpitar e os olhos brilharem. Quanto vale o brilho no olhar de alguém apaixonado?

4 comentários:

Respirando entre palabras. disse...

Hacía tiempo que no leía algo tan bello.
Espero llegar y pasar los 40 sintiendo como esa mujer.
PRECIOSO!!!
Besos y mis felicitaciones por este post.

Lua Nova disse...

Alegria de viver acho que é quesito fundamental para qualquer relação em qualquer idade. Não que não se possa suportar, vez ou outra, um abatimento, mas isso deve ser a excessão. Por outro lado, acho que há homens tão amargos quanto as mulheres e pelos mesmos motivos (proporcionalmente inversos)... rs. Entretanto, nunca sabemos quando o sino vai soar e o coração palpitar. Eu, por ex, fui pega de surpresa muitas vezes encontrado o que não procurava em quem menos poderia esperar. Que bom que foi assim.
Beijokas.

Parole disse...

Olá querido.

Passando para dizer que adorei a sugestão de Oblivion - Astor Piazzolla e dizer que já inseri ela no post.Não conhecia a música e ficou mágica... perfeita! Obrigada pelo carinho.

Beijo

Vivian disse...

..a Lua disse tudo.

alegria de viver é tudo
de bom em qqr idade.

e isso só quem tem é quem
se aceita como é, com as
fases do viver.

e a estas pessoas o amor
sorrí de maneira ampla.

quanto às mulheres maduras,
quarentonas ou mais, na
'idade da loba' como dizem
por aí, estas, quando não
perdem o viço da alma,
tornam-se completas,
prontas, livres e
seguras de tudo que
querem para sí e para
quem elegeu como sua
melhor companhia.

quem é que não gosta
de ter ao lado um
ser assim?

agora,
devemos não generalizar
e eleger somente as maduras.

há mulheres mais novas que
tbm correspondem a vários
anseios da alma masculina,
desde que para isso haja
de fato amor nesta relação.

amor...

não paixão...

ah meu querido,

este tema daria muitos e
muitos posts, e mesmo assim
não chegaríamos a um denominador
comum.